Testemunhos de Fé

Temos diversas cartas recebidas e arquivadas, relatando graças alcançadas por intermédio do servo de Deus Dom Frei Vital de Oliveira. Eis a seguir o resumo de algumas:

Conheci a devoção a Dom Vital através de visitas feitas na Basílica da Penha (em Recife), nas bênçãos de São Félix, onde ia com minha mãe desde pequena. Ao observar o túmulo do capuchinho e, posteriormente em contato com sua história, tornei-me grande devota e propagadora do seu testemunho de Fé em Cristo e dedicação à Igreja. Criei o blog “Filhos de Dom Vital. Tenho 19 anos. (Giovanna Maria – julho/ 2012 – Recife-PE)

Sou católico-romano, tenho 19 anos. No que toca à história de D. Vital e à minha devoção por ele, conheci-o por meio de leituras relativas à Questão Religiosa, em uma pesquisa efetuada há dois anos para a produção de um seminário acadêmico sobre a Franco-Maçonaria. A devoção a ele veio anexa à pesquisa e à descoberta da contenda entre o Imperador, a instituição maçônica e a Santa Sé, dado sua resistência heroica e o reconhecimento do Pontífice Pio IX de seus méritos na defesa da fé. Nos dias atuais, D. Vital representa para mim um baluarte da fé, alicerce seguro de devoção, tendo em vista seu enfrentamento de um elemento de dissolução da Igreja Católica e o beneplácito da Santa Sé para suas ações. (Edivaldo Gomes – julho/ 2012 – Solânea-PB)

Tenho 20 anos e uma forte devoção a Dom Vital, capuchinho. Possuo uma imagem do futuro santo Nordestino e uma relíquia do Bispo de Olinda (trata-se de uma Ex Indumentis), ou seja, um pedaço da roupa usada por Dom Vital. (Elias Serafim – 2012 – Caruaru-PE)

Tenho 24 anos e sou devota de Dom Vital por seu amor a Jesus Eucarístico, por seu amor filial à Virgem Maria. Por ser franciscano, um verdadeiro filho de São Francisco, viveu até às ultimas consequências o Evangelho; por ser sacerdote do Coração de Jesus humilde, casto, pobre e obediente. Dom Vital foi um grande combatente da Fé, ele fez muito pela Igreja e pelas almas; sofreu muito além da enfermidade foi muito perseguido pela maçonaria; foi preso, torturado (antes obedecer a Deus que obedecer aos homens), foi um filho fiel da Igreja, combateu um bom combate. Dom Vital é exemplo a ser seguido para todos os cristãos. Exemplo de Virtudes.  Rezo pela sua beatificação e canonização. (Ana Wládia Bezerra Santos, outubro/ 2012 – Fortaleza-CE)

O que me fez virar devoto de Dom Vital foi a admiração pela obediência supra à Igreja, mesmo contrariando o Imperador e o clero de sua época. Ele não hesitou em se sacrificar salvando assim a sua consciência e a sua alma. (Cláudio Loureiro, 2012 – 20 anos)

Page 1 of 3123

Copyright © Direitos Reservados - Powered by WordPress - Desenvolvido por: Júlio Barros Design by: Petego